Muitos sonham em trabalhar numa grande empresa. Se for a líder de mercado, então, parece juntar a fome com a vontade de comer. Mas é preciso entender bem o que significa estar no topo de um mercado.

Via de regra, o que uma empresa líder busca é continuar líder. Ponto. Tudo o que ela almeja é a estabilidade, a manutenção do status quo.

fazendo marola

Quem virou o barco?

Numa empresa assim você aprende o real significado da expressão don’t rock the boat – ou não balance o barco, em bom Português.

Em ambientes como este, nem sempre Inovação e Criatividade serão vistas com bons olhos, uma vez que toda novidade traz embutida em si certa dose de risco. E se há algo que empresas líderes evitam no seu vocabulário é a palavra risco. Têm verdadeira aversão a ele, quase pavor.

Claro que refiro-me a empresas em geral, especialmente as mais tradicionais. Aquelas que já carregam a Inovação no seu DNA – como Google – são exceções, não a regra.

O mesmo se aplica a setores onde a margem de lucro é muito alta. Mesmo havendo ineficiências, se os números estiverem bem, a resistência às mudanças serão muitas. O que, até certo ponto, é perfeitamente compreensível. Afinal, tomando emprestada a velha máxima do futebol, em time que está ganhando não se mexe.

O que é preciso levar em conta, no entanto, ao considerar mudar para uma empresa com estas características é se este é o tipo de ambiente ao qual você se encaixa.

Se você busca um ritmo de trabalho estável, com poucos desafios e objetivos modestos, então seu perfil combina com empresas firmemente estabelecidas – e não há nada de errado nisto.

Mas se você é do tipo inquieto, que sempre vê maneiras de melhorar algo, frequentemente imagina outras possibilidades de atingir os objetivos, ou enxerga um pouco mais adiante, então talvez esta não seja a melhor escolha para você.

Mudanças têm duas características que causam alergias: além dos já citados riscos, elas dão trabalho – coisa que muita gente não gosta. Afinal, o time está ganhando, lembra?

Por isso, antes de trocar a briga de foice no escuro das empresas que ainda buscam o seu lugar ao sol, pela comodidade e o glamour do líder, pense bem se isso combina com o seu perfil. Se combinar, faça a troca e prepare-se para sentar com cuidado para não balançar o barco. Se não combinar, fique onde está e continue remando, de preferência fazendo muita marola!

____________________

DICA DE TEXTO: Se você gosta de inovar, leia a resenha do novo livro de Tim Harford, Adapt – Why Success Always Starts With Failure, no qual o autor usa a Teoria da Evolução para explicar porque o fracasso faz parte do sucesso.